terça-feira, 10 de novembro de 2009

55ª Feira do Livro de Porto Alegre

Estive no talk show do jornalista Rafael Guimarães , que se tratava do título do livro do mesmo palestrante A Enchente de 41, sendo esta intercalada com músicas da mesma década, leia a resenha do livro:


“Entre 10 de abril e 12 de maio de 1941, o Guaíba voltou-se contra a cidade. Uma gigantesca enchente desabrigou 70 mil pessoas – um quarto da população de Porto Alegre. Foi a quarta grande enchente num período de 15 anos e a mais devastadora de todas. As águas destruíram casebres e invadiram fábricas; alagaram os Correios e Telégrafos, o Mercado Público, a Prefeitura, o Cais do Porto, a Estação Ferroviária, o Aeroporto Municipal e a Usina do Gasômetro, deixando a cidade sem luz, bondes e comunicação. Escolas, cinemas e vagões de trem foram transformados em albergues. Barcos transportavam passageiros pelas ruas centrais em linhas regulares anunciadas pelo rádio, como se estivéssemos em Veneza. A enchente atingiu 4,76 metros de altura e alcançou a Rua da Praia, no coração da cidade, inundando cinemas, lojas bancos e cafés.”

Também presenciei o debate do Antropólogo Bernardo Lewgoy e do Geógrafo e Sociólogo Demétrio Magnoli, que lançou o seu livro Uma Gota de Sangue.Após assistir o vídeo, que trata-se sobre o livro, responda: Como você abordaria o racismo em sala de aula?


video

Dicas da Clarissa:


Não percam dia 14 (sábado) a pedagoga mais “amada pela gurizada”, isso mesmo, a Super Nanny, estará ás 19 horas e depois autografará o seu livro Viva a Infância.

Também nesse sábado Rualdo Menegat e Clovis Carraro vão autografar o livro Guaíba: estuário, rio ou lago.

Um comentário:

  1. A geografia é uma disciplina tão complexa que todo conhecimento é pouco para abordá-la assim sem ter uma base forte a seguir, ou seja,para se nortear.

    ResponderExcluir