sábado, 30 de junho de 2012

Avisos 71

O PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA/UFRGS CONVIDA:
Defesa de Tese de Doutorado-Data: 02 de julho de 2012, segunda-feira;Horário: 14 horas;Local: Anfiteatro do Departamento de Geografia, Prédio 43.136, Campus do Vale/ UFRGS.
Aluno(a): Dilermando Cattaneo da Silveira
Título do trabalho: "Estratégias alternativas de reapropriação da natureza: autonomia e autogestão territorial em áreas protegidas" Orientador(a): Profa. Dra. Dirce Maria Antunes Suertegaray
Banca Examinadora:
Prof. Dr. Jorge Ramón Montenegro Gomes (UFPR);

Profa. Dra. Rosa Maris Rosado (PMPA);

Prof. Dr. Álvaro Luiz Heidrich (POSGea/UFRGS);

Prof. Dr. Nelson Rego (POSGea/UFRGS)


 
Câmaras Temáticas do Comitê Organizador Sede-Porto Alegre 2014 , confira no BLOGE BLUE, da nossa colega Geógrafa Lucimar Siqueira. Clique aqui.

XVII Encontro Nacional de Geógrafos - XVII ENG. Belo Horizonte – 22 a 28 de julho de 2012UFMG – Campus Pampulha
Tema: Entre escalas, poderes, ações, Geografias. Tá chegando o dia, em breve vamos trazer o pessoal que vai participar das mesas redonda. Já fez a sua inscrição para participar do ENG? Procure a sua seção local e participe.

“Consciência Mundial: por um conceito de desenvolvimento para o século XXI”, o pensador francês Edgar Morin aborda os dilemas que desafiam a humanidade nesse início de milênio, colocando em xeque os modelos hegemônicos de desenvolvimento, que mostram estar em desacordo com os ritmos dos ciclos do planeta. Clique aqui e saiba mais.
Seminário Estadual de Educação do Campo. Quer saber mais? Aonde vai ser ? clique aqui.,

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Entrevistada do Mês- Geógrafa Shirley Dini

Foi convidada para atuar como Geógrafa na CETESB aceitou e deixou a escola que lecionava. Durante esse tempo, também a convite ministrava aula como professora auxiliar de Aerofotogametria para alunos de Geologia da USP, mas mesmo assim continuava como técnica na CETESB. Na USP realizou sua Pós-Graduação como aluna especial em Geomorfologia e Pedologia, era a única mulher no grupo dessa disciplina. Em 1979, como falamos aqui no sul, mudou-se de “mala e cuia” para o RS e logo começou a trabalhar na METROPLAN, inicialmente na área física ambiental. Entretanto percebeu que necessitava aprender cada vez mais e realizou os cursos como aluna especial na Faculdade de Agronomia na UFRGS, na pós-graduação (Gênese e Classificação de solos e Morfologia da Paisagem).

Paramos por aqui, e deixamos a nossa entrevistada do mês, paulistana de nascimento e gaúcha de coração, a Geógrafa Shirley Dini a falar mais da suas experiências como Geógrafa e para quem pensa que ela parou de trabalhar, engana-se! Atualmente trabalha na METROPLAN acompanhando as reuniões dos Planos de Bacia e está sempre aprendendo cada vez mais. Se quiser saber aonde ela está nesse esato momento, com certeza estará pesquisando, ela não pára mesmo! É uma lição para nós da Geografia!
Depois deixe seus comentários para a nossa entrevistada.


PPEG – Shirley, conte aos nossos visitantes como foi participar dos projeto do IBGE, os limites do RGS e participar do projeto do aeroporto em São Paulo?

Shirley Dini - No Departamento de Aeroviário de São Paulo, realizei um curso de Aerofotogametria. A minha amiga era consultora da CETESB e me convidou para estagiar no mesmo órgão na área de consultoria. Depois disso fui convidada para participar da escolha do novo aeroporto em São Paulo( não lembro se era Guarulhos ou Congonhas), na análise física e ambiental, e demografia. Também trabalhei no enquadramentos de Bacia, no Proálcool, mas enquanto isso eu ainda lecionava na escola e estudava o Curso de História à noite na USP. Quando estudei na USP conhecia a Dirce Suertegaray, (saudades dela) e prestei concurso para a UFRGS,fiquei em terceiro lugar. Depois surgiu um trabalho contratado pela CPRM para fazer um trabalho de Geomorfologia , a Cata de Porto Alegre. Lembro que três grandes projetos que foram realizados: o Projeto PROTEGER, Arquivo Gráfico e Perímetro Urbano Municipal. PROTEGER---foi um convênio realizado entre a METROPLAN e a CPRM a fim de elaborar mapas temáticos: da bacia hidrográfica do rio Gravataí; município de Estância Velha e Parobé, ambos do RS. Através dos mapas temáticos (geologia, geomorfologia e uso do solo e aptidão do solo) para reconhecimento das fragilidades da bacia e dos municípios para serem depois monitorados para futuros trabalhos, como o plano diretor. Arquivo Gráfico - foi um projeto feito entre os dois governos a fim de traçar os novos municípios que haviam sido emancipados desde que se formaram as divisas municipais.Inicialmente tinham três municípios depois foi feitos uma cronologia e mapeando através das leis municipais os limites municipais. Nesse trabalho foram corrigidos vários municípios e proporcionou que os prefeitos conhecessem a sua área municipal e tentassem modificá-la quando não satisfeitos.

Trabalhei no Departamento de Gestão Territorial, DGT, identificando loteamentos, atuando na vistoria na parte ambiental e também fazendo os perímetros urbanos municipais e distritais. Por fim, participei de todos os projetos na área física ambiental na METROPLAN e na Cartografia temática, em especial na elaboração de mapas temáticos realizando uma descrição dos mesmos. Trabalhei no arquivo gráfico municipal no IBGE com sede na região Sul-Florianópolis.

PPEG - Como foi ser aluna, dos maiores geógrafos do Brasil: Milton Santos e Aziz Ab’Saber?

Shirley Dini -Através do Mestrado, em Geografia Urbana, no prédio da Arquitetura FAO, USP, aonde as disciplinas eram lecionadas, que tive a oportunidade de ser aluna do professor Milton Santos e da Maria Adélia. Eles eram rígidos no conteúdo, eles nos repassavam muitas bibliografias para a leitura e depois amos em aula. Tínhamos que estar preparados! Nos reuníamos em grupo, e eu era a única Geógrafa nessa disciplina, não lembro agora o nome da disciplina ministrava, Eles eram os verdadeiros livros ali na nossa frente! O intercâmbio era muito grande entre eles com o restante do mundo na nossa área, sempre atualizados!O professor AZIZ,(.... pausa com um olhar sereno) COMPETÊNCIA! Aulas teóricas e após campo. A partir dele que despertou o meu interesse na Geomorfologia, a minha especialização. Também se sentia nos trabalhos desenvolvidos em suas aulas o enorme conhecimento que possuía e os relacionamentos com o exterior.


PPEG-Para finalizar, qual a sua sugestão de prática pedagógica para os futuros Professores?

Shirley Dini- Sugiro uma teoria explicando o que é Bacia Hidrográfica e por que se estuda , qual a razão.... após a abordagem teórica e domínio dos conceitos levantados em sala de aula, em seguida campo a fim de se fazer o reconhecimento dos conceitos levantados. Como sugestão indico a Bacia do Taquari-Antas, a qual eu faço parte.








terça-feira, 19 de junho de 2012

Avisos 70

Workshop Prático/Location Intelligence: uma solução crítica no apoio à decisão, em Portugal, confira aqui.

II Encontro de Geografia do Sudoeste do Pará. O tema será: Desenvolvimento e Transformações Sócio-Ambientais na Amazônia". Clique aqui e confira.

Desenvolvimento e evolução: como se relacionam esses dois processos de mudança? Dia 27 de Junho- 18:00, O evento ocorrerá no Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, na Rua General Labatut, 27, Barris, Salvador-BA.

Curso: Uso Escolar do Sensoriamento Remoto para Estudo do Meio  Ambiente , será realizado nos dias 16 a 25 de julho, saiba mais sobre a programção clicando aqui.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

A criança que calou os adultos!


Depois de 20 anos, ela estará de volta no RIO+20, Severn Suzuki! Depois de assistir o vídeo , deixe seus cometários.


video