sexta-feira, 9 de julho de 2010

Projeto do Camelódromo de Porto Alegre

O colega Luciano Buzinello que cursa o sexto semestre de Geografia–Licenciatura e Bacharelado na Unilasalle, respondeu duas questões envolvendo o projeto apresentado na Câmara de Vereadores,(clique aqui) que visa ser a ligação á estação Mercado do TRENSURB ao Camelódromo de Porto Alegre (CPC).
Depois de ler a entrevista deixe seus comentários ao nosso convidado.


PPEG - “A produção propriamente dita, a circulação, a distribuição e o consumo podem ser estudados através de dois elementos: fixos e fluxos. (SANTOS, 2008)” Conte-nos um pouco sobre o projeto do camelódromo.

Luciano Buzinello -Na verdade este projeto veio a tona em um primeiro momento e no início teve discordância do Leandro, por ser um assunto muito complexo. Mas com o desenrolar da cadeira o colega Washington teve a brilhante idéia de propor ma ligação com a estação mercado público da Trensurb com o camelódromo.

Então começamos a trabalhar em cima desta idéia. Bom o projeto visa em primeiro plano o aumento do fluxo de pessoas dentro do CPC, principalmente na ala B onde o fluxo é muito pequeno. Mas durante o desenvolvimento do projeto fui surgindo alternativas que seriam beneficiadas pela construção da passarela, uma delas e a meu ver muito importante é diminuição de pedestres circulando pelo centro de Porto Alegre, principalmente na área entre a estação mercado e a Praça Rui Barbosa onde está localizado o CPC.

Este projeto seria algo inovador para o centro da capital, pois a passarela iria fazer uma ligação com o CPC e também para que as pessoas pudessem observar e apreciar uma vista do nosso Guaíba, pois ele fica escondido em meio ao muro da Mauá e aos prédio do centro da capital. Na minha opinião é um projeto que vai ficar só no meio acadêmico infelizmente, pois ele tem toda uma questão técnica e burocrática a ser tratada e também se algum órgão governamental iria se interessar em tornar este projeto viável e executá-lo.

Nosso primeiro passo nos conseguimos colocar o projeto para as autoridades municipais, fomos muito bem recebidos na câmara de vereadores de Porto Alegre e o projeto foi muito bem aceito e elogiado até pelo líder do governo o vereador João Dib que pediu a cópia do projeto para mostrar para demais lideres do governo, se vai mostrar é outro departamento, mas lançamos a idéia, quem sabe possa ser aceita e executada, isso seria uma coisa extraordinária para nós do curso de Geografia, mostraríamos que o estudo da Geografia não está só ligado a mapas, bacias hidrográficas como muita gente ainda pensa.

PPEG - Organizar o espaço do acesso B, por exemplo, colocando mais áreas de alimentação e aproveitando a paisagem do Guaíba, ocasionando um fluxo de pessoas nesse espaço não seria umas das soluções para as vendas para o imediato momento?

Luciano Buzinello-Não da para garantir que vai aumentar as vendas e sim o fluxo de pessoas, pois a maior queixa dos comerciantes é a falta de público naquele lado, eles alegam que o lugar é muito isolado referente aos demais. Se vai vender mais não sei, mas com certeza o número de pessoas circulando diariamente no local vai aumentar porque de acordo com a Trensurb são mais de 50.000 que desembarcam na estação é claro que nem todas vão acessar a passarela, mas a maioria sim.

Um comentário:

  1. Professor Leandro Lopes12 de julho de 2010 13:23

    "A proposta do Conduto representa uma excelente ideia de cunho logístico, cujo valor transcende ao Camelódromo. Ele contribuirá para desafogar o centro da cidade e liberar trânsito para pedestres e carros.
    Com um mínimo de bom senso, ele poderá ser implementado e os seus resultados deverão ser sentidos imediatamente.
    Leandro Lopes - professor"

    ResponderExcluir